A vacinação começou: e agora?

A tão esperada fase de vacinação começou no Brasil. De agora em diante, se tudo correr como esperado, o país deve gradativamente superar a pandemia.

O que não podemos fazer, no entanto, é negligenciar o fato de a pandemia ainda estar aqui.

Ao contrário do que muitos pensam as vacinas não têm efeito imediato e, portanto, ainda precisamos seguir os protocolos de combate ao vírus até que a população esteja completamente imunizada.

Pensando nisso, preparamos esse artigo para explicar tudo sobre a vacinação e dar algumas dicas de como se comportar nessa fase do combate ao Covid-19.

Que tal conferir?

Aplicação

A aplicação da vacina deve ser feita de maneira gratuita pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e será realizada em duas doses.

É importante destacar que a imunização completa contra o coronavírus só acontece após a aplicação da segunda dose da vacina e, portanto, mesmo as pessoas que já receberam as primeiras doses devem continuar seguindo os protocolos de segurança.

Além disso as primeiras doses da vacina estão sendo distribuídas, primeiramente, para os seguintes grupos de risco:

  • Profissionais de saúde e linha de frente em hospitais.
  • Pessoas acima de 60 anos de idade que vivem em abrigos e asilos.
  • Profissionais da área de urgência e emergência.
  • Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência e residentes em Residências Inclusivas.
  • População indígena aldeada.

É importante ressaltar que esses grupos terão prioridade em todo o território nacional, independentemente do estado em que residam.

A vacina é a melhor opção?

Sem dúvidas! Todas as vacinas disponibilizadas pelo SUS são submetidas e diversos testes feitos pela Organização Mundial da Saúde e pela Anvisa que comprovam a eficácia e segurança dos imunizantes.

Isso significa que, mesmo se você nunca pegou o vírus e não faz parte de um grupo de risco, a aplicação da vacina é extremamente recomendada quando estiver disponível.

Quanto tempo demora até a vacina fazer efeito?

O tempo de espera necessário para que a vacina passe a fazer efeito no organismo é 30 dias após a aplicação da segunda dose.

Por isso, como citado acima, é importante continuar praticando as medidas de segurança contra o contágio do vírus mesmo após se vacinar.

Preciso me vacinar se já contraí o vírus anteriormente?

Sim. Apesar do contágio prévio com o vírus criar anticorpos temporários, já aconteceram diversos casos de reinfecção.

Isso significa que a vacinação é indispensável para qualquer pessoa, independentemente do seu histórico prévio com o Covid-19.

A vacina protege completamente contra o contágio do vírus?

A vacina garante que as chances de contágio com o vírus sejam de apenas 50%.

Além disso, a vacina faz com que 78% das pessoas infectadas não apresentem nenhum sintoma.

Por último, o imunizante garante que 100% das pessoas que apresentarem algum sintoma não precisem de internação.

Essas são as informações que você precisa saber para estar ciente do que está acontecendo e de como se portar nesse início de fase de vacinação.

Lembre-se que, como citado acima, ainda será necessário manter os protocolos de segurança independentemente de você ser vacinado nas primeiras fases ou não.

A caminhada rumo ao fim da pandemia ainda está distante porém estamos no caminho certo!

E aí, curtiu?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *