Posts

COMO LIDAR COM OS BEBÊS QUE BRIGAM COM O PEITO

Sabe quando o bebê começa brigar com os seios, você oferece e ele recusa, se você tira ele pede, ele puxa, morde, ele quer e não quer… Existem vários motivos disso está acontecendo.

A maioria dos bebês quando estão em fase de crescimentos acabam ficando mais agitados e acabam brigando com o peito. Uns dos motivos dessa agitação são as cólicas, dentes nascendo e para aliviar essas dores muitas mães colocam o bebê para mamar. Porém, além desses motivos existem outros que muitas mães não percebem e acabam cometendo um grande erro na hora da amamentação.

Alguns motivos que fazem o bebê brigar com o peito

  • Redução dos fluxos: Quando o bebê sente que o fluxo está forte ele mama com tranquilidade, porém pode acontecer desse fluxo diminuir assim deixando o bebê bastante irritado. Nessa hora é indicado trocar o lado e amamentar com o outro peito.
  •  Excesso de fluxo: Muitos bebês estão mamando e acabam recebendo um grande fluxo de leite, que causa o engasgamento, nessa hora ele se irrita e não quer voltar para peito.
  • Sono: Muita das vezes o bebê está apenas com sono com a necessidade de descansar ou de dormir. Porém, pode acontecer da mãe achar que é fome e colocar no peito, deixando a criança mais cansada e estressada por não conseguir dormir.
  • Sem fome: Muita das vezes as crianças choram e a mãe da o peito achando que é fome. Por não ser fome o bebê acaba ficando estressado e briga com peito.
  • Confusão de bicos: Quando o bebê utiliza chupeta, mamadeira e peito, ele estranha as texturas. A maioria das vezes a criança utiliza muito a chupeta, então quando vai mamar sente a diferença do bico. Se esse for o motivo principal é aconselhado abandonar a chupeta e a mamadeira

Sendo assim, é muito importante conhecer, entender e saber as necessidades do seu filho.

Gostaram das dicas? Espero que tenha ajudado vocês!

Fonte: https://www.macetesdemae.com/6-motivos-pelos-quais-o-bebe-briga-com-o-peito-na-hora-de-mamar/

CUIDADOS COM OS BEBÊS RECÉM- NASCIDOS

Durante a gravidez surgem dúvidas e curiosidades sobre como cuidar de um bebê, essas dúvidas vem principalmente das mamães de primeira viagem.
Assim que o bebê chega ao mundo, temos os primeiros cuidados, com a quantidade de banhos que podemos da no dia, com o umbigo, qual a melhor posição para colocar o bebê, cuidados com a assadura, de quanto em quanto tempo deve- se trocar a fraldas, entre outras dúvidas que surgem durante o tempo.
Por ser bebê recém nascido, é delicado, sensível e muito molinho, então trouxemos algumas dicas de como lidar com tudo isso.


Umbigo do bebê
Sempre ao trocar a fralda, preste muita atenção na área do umbigo. Limpe com delicadeza e com cuidado na hora de remover os resíduos acumulados.
Deixe o coto do cordão cair sozinho. Pesquisas sugerem que a secagem natural permite que o cordão caia sozinho.
Podem ficar calmas porque o umbigo é uma pele morta e por esse motivo não dói como imaginamos, então nunca deixe de fazer as higienes necessárias e o mais importante com muito cuidado e carinho.


Hora do banho
Recém nascidos não precisam de mais de um banho por dia. Banhos frequentes podem ressecar a pele. Exceto quando houver necessidades, porém os pais devem sempre ficar atentos, e qualquer dúvida procurar um pediatra.
São poucos os que nascem com muito cabelo na cabeça, mas se o seu bebê tem, lave com shampoo para bebês e sempre massagear suavemente. Necessário lavar o cabelo por último para evitar espuma na banheira.
Antes de colocar o bebê na banheira teste a temperatura da água, como já dito, a pele do bebê é sensível, então a água deve estar morna e não quente. Se o bebê chorar não se assuste, isso pode acontecer e é normal nos primeiros banhos.


Mamadas no dia a dia
O indicado é que o intervalo das mamadas não passe de 3 horas.


Cuidados com a pele
Por terem a pele delicada precisam ser cuidadas e protegidas. Mais da metade dos bebês sofrem de assaduras, mas não se preocupe, é comum e casos leves são curados entre 3 a 4 dias.


Além desses cuidados não podemos deixar de citar os:
Cuidados com Moleira;
Com o corte das unhas;
Como lidar com as Cólicas;
Cuidados com os ouvidos;


Esses foram apenas alguns dos cuidados que toda mãe deve ter com o bebê. Mas e você? Gostou das dicas?


Fonte: https://lavembebe.com.br/blog/primeiros-cuidados-com-o-bebe-recem-nascido/

Vantagens da Poltrona de Amamentação

A amamentação pode durar até 50 minutos, por esse motivo, investir na Poltrona de Amamentação é muito importante para mãe e o bebê durante a gestação.
No começo o bebê depende exclusivamente do leite da mãe, por mais que o pai, avó, tia ou até mesmo a babá possam cuidar, é somente a mãe que pode fornecer tudo que ele precisa.
O recém- nascido mama em média de 8 a 12 vezes ao dia e quando atinge dois meses, ele mama menos, porém de 7 a 9 vezes ao dia. Mama muito né?
Nessa fase é difícil estabelecer horários para a alimentação. Isto é, ter paciência e tempo é essencial nessas horas. Agora imagina só, como é cansativo segurar o bebê durante tanto tempo em uma só posição.
É por isso que existe a poltrona para amamentação, além do conforto traz segurança para o bebê.

Existem vários modelos de poltrona com varias características diferentes e essenciais. Veja algumas:

• Poltrona de amamentação com balanço: Além de ser confortável tem como vantagem o balanço, ideal para proporcionar um momento de comodidade para a mãe e para o bebê;
• Poltrona de amamentação de Suede: Uma opção aconchegante e delicada.
• Poltrona de amamentação de couro sintético: Versão moderna e confortável.
• Poltrona de amamentação em cores neutras: Feitas para as mamães que desejam ter mais filhos ou que não quer errar nas cores da decoração.

Por que comprar uma poltrona de amamentação?

• Evita dores nas costas;
• Torna a amamentação mais confortável e relaxante;
• Oferece suporte para a região lombar da Mãe;
• Pode ser usado como local de descanso;
• Os apoios de braço nas laterais ajudam na amamentação

Mamães ou futuras mamães estão esperando o que para adquirir a sua Poltrona de amamentação?

E ai, gostou da dica?

Fonte: https://www.ideiasdecor.com/poltrona-de-amamentacao/
https://blog.casatema.com.br/poltrona-para-amamentacao-vantagens-inspiracoes/

Saída de Maternidade. Qual cor devo usar no meu bebê?

A saída de maternidade nada mais é que a combinação de um macacão e uma manta quente. É possível também fazer outras combinações com um body de gola detalhada, calça com pezinho e casaquinho moderno, com uma manta.

Quando o assunto é saída de maternidade, vem a dúvida de qual cor usar no bebê. Por esse motivo, as mamães se preocupam em escolher a cor certa já que tem um grande significado.


No Brasil existe uma forte tradição para as mães supersticiosas de que o bebê deve usar roupa amarela no dia do nascimento e vermelha na saída da maternidade. Cada cor tem o seu significado e é interessante pesquisar e se informar com antecedência.


Separamos para você algumas cores de saída de maternidade mais utilizadas atualmente:


– Amarelo traz sorte e prosperidade ao recém-nascido. Representa vida, riqueza e prosperidade.
– O vermelho é bastante usado para a saída da maternidade, pois simboliza proteção e boas energias.
– O branco sugere pureza, leveza e paz e, por ser uma cor leve e neutra, não podem faltar na mala de maternidade.
– Azul é associado à paz e tranquilidade e é mais usado para as saídas dos meninos.
– Rosa representa amor e felicidade e transmite feminilidade e doçura. É a cor mais usada para as saídas das meninas.
– Verde representa serenidade, boa para o segundo dia de vida do bebê.
– Cinza simboliza equilíbrio e flexibilidade, a cor que está entre o branco e o preto.
– Lilás é a cor do símbolo da feminilidade, tom da espiritualidade e purificação.


Agora que você já sabe os significados das cores, ficou fácil escolher a cor certa para o seu bebê! Se a dúvida permanecer, procura nossa loja que vamos te atender da melhor forma.

Fonte: https://www.alobebe.com.br/blog/descubra-toda-a-historia-por-tras-da-famosa-roupinha-de-saida-de-maternidade.html,1136