Posts

Não consigo tirar a chupeta do meu filho, e agora?

Tirar a chupeta do bebê não é tão fácil quanto fazê-lo usar. É necessário que os pais adotem maneiras de explicar à criança que ela já não é mais um bebê e não precisa mais da chupeta, incentivando a jogá-la fora.

Esta etapa de retirada pode ser complicada e demorada. Assim, exigindo muita paciência dos pais, até porque a criança pode sentir falta, ficar irritada e chorar muito pedindo pela chupeta. Sendo assim, é importante tirar a chupeta antes dos três anos de idade, porque a partir dessa fase ela se torna prejudicial à saúde, atingido o desenvolvimento dos maxilares, dentinhos e até mesmo na fala da criança.

Por isso, segue algumas dicas do que fazer para a criança largar a chupeta:

  1. Dizer à criança que as outras crianças da idade dela não usam chupeta e que é muito feio usar;
  2. Quando sair de casa, sempre pedir para deixar a chupeta em casa;
  3. Fazer um trato com a criança e usar a chupeta apenas para dormir e tirar da boca dela quando ela pegar no sono;
  4. Explicar sempre que ela já não precisa da chupeta e incentivar para que ela jogue a chupeta no lixo;
  5. Sempre que a criança pedir a chupeta, distraí-la contando alguma historia ou falando de outra coisa, talvez oferecendo outro brinquedo;
  6. Sempre elogiar a criança quando conseguir ficar sem a chupeta durante algum tempo.
  7. Se a chupeta estiver velha, incentive a criança de jogar no lixo;
  8. Levar a criança ao dentista para que ele explique de uma forma simples que a chupeta pode entortar os dentinhos e prejudicar a saúde.

Durante o processo de largar a chupeta é importante que os pais não voltem atrás com a decisão. É normal que seu pequeno chore, faça pirraça e fique muito irritado, porém é preciso ser paciente e compreensivo nessas horas.

Por exemplo, se foi definido que a chupeta deve ser usada apenas durante a hora de dormir, não entregue a chupeta à criança durante o dia de forma alguma. Lembre-se que se você entregá-la a criança, ela entenderá que se fizer pirraça ou chorar ela conseguirá o que deseja.

Por que não ter pena do filho e tirar a chupeta?

Como já falado, o uso da chupeta após os três anos de idade pode provocar alterações no maxilar, principalmente nos dentes. Criando um espaço muito alto entre os dentes e o céu da boca, e deixando os dentes para fora, fazendo com que a criança fique “dentuça”.
Além disso, pode levar a situações mais graves como as alterações no desenvolvimento da cabeça, como menor tamanho da mandíbula, (que é o osso do maxilar) alterando na fala, na respiração e na produção excessiva de saliva.

Tirar a chupeta do seu pequeno não é tão difícil assim, seja forte e firme na sua decisão, pois este momento é necessário para evitar consequências ainda mais complicadas.

Saiba mais sobre processo de desfralde

O processo de desfralde é muito aguardado pelos pais, que, cansados de ter que trocar as fraldas do bebê a todo momento, torcem para que ele aprenda a ter controle dessa questão biológica. Este controle será conquistado junto com diversas outras noções que seu baby passará a compreender a partir dos dois anos de idade. É nessa faixa etária que eles passam a entender mais sobre o ambiente em que vivem e adquirem mais consciência corporal.

Para que essa mudança ocorra da melhor forma, é preciso que os pais não pressionem tanto o filho e tentem ajudar de maneira natural, ou seja, entendendo os sinais físicos cognitivos e comportamentais que o bebê expressa, que demonstram que ele está criando mais autonomia, e assim, estará mais preparado para o desfralde.

Se seu filho já fica de pé ou anda, faz movimentos que se assemelham ao de evacuar na hora de fazer cocô, e possui fezes mais sólidas, isso significa que ele se manifesta fisicamente pronto para iniciar tal processo. Além disso, se ele tem a capacidade de ficar sentado paradinho por 2 a 5 minutos, consegue abaixar a cueca ou calcinha sem ajuda,demonstra com feições ou falas que deseja evacuar, e ainda demonstra estar interessado em tornar-se mais independente, também entende-se que ele expressa os comportamentos necessários para o desfralde. Por fim, as manifestações cognitivas do bebê que demonstram preparo em relação a tal processo, são a identificação do banheiro como local onde ocorrem atividades de higiene pessoal, entendimento de comandos e compreensão de que certas ações devem ser realizadas em locais específicos.

Se seu filho apresenta tais características, você poderá começar o seu desfralde, e para isso, separamos algumas dicas:
-Deixe seu pequeno ir com você ao banheiro para que ele aprenda tal habito por imitação.
-Lembre-se de disponibilizar um penico ou um suporte para vaso sanitário e banquinho para que ele suba.
-Especialistas dizem que a melhor estação para o desfralde é o verão e a primavera, então iniciar essa mudança nesta época é uma boa alternativa.
-Mesmo que seu filho seja menino é preciso ensiná-lo a fazer coco sentado, pois no início, há uma grande chance do xixi vier junto com coco.
-Vista o baby com roupas que sejam fáceis de serem retiradas pois ele precisa de aprender a se despir sozinho
-Tente não brigar ou se mostrar bravo em casos de escape de xixi ou coco pois isso pode traumatizá-lo e desincentiva-lo a continuar tentando.
-Realize o desfralde noturno apenas se o diurno já estiver acontecendo e gerando resultados positivos.

Com essas dicas vai ficar mais fácil passar por esta nova fase do seu baby! Lembre-se sempre de apoiá-lo e elogiá-lo em qualquer pequena conquista dele durante este processo. Como está sendo essa novidade para você? Compartilha aqui com a gente!